Loading...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Joana Sena relembra o desaparecimento da filha Suzana

02 Novembro 2010


Joana Sena relembra o desaparecimento da filha Suzana

Suzana saiu para comprar um material escolar para a irmã mais velha num bazar que ficava perto de nossa casa em Bonsucesso. Seriam por volta de 10 horas da manhã. Dez minutos depois que ela saiu, cheguei de uma reunião na escola das crianças. Como havia passado diante do bazar e não tinha visto a Suzana, mandei a irmã ir procurá-la. O dono do bazar disse que Suzana não esteve lá. Entrei em pânico! Minha filha não andava desacompanhada e nas raras vezes que ia comprar alguma coisa na nossa rua mesmo, não costumava desviar o caminho. Corri ao Hospital Geral de Bonsucesso, que também fica próximo, para ver se alguma criança havia dado entrada acidentada. De lá, telefonei para o trabalho de meu marido Genival Gomes de Sena, que é funcionário de uma empresa de transportes. Ele foi à delegacia de Bonsucesso e só conseguiu registrar queixa antes das 24 horas que naquela época era praxe porque tínhamos um conhecido que era policial. A polícia chegou a investigar, mas nada foi descoberto. Eu e meus vizinhos fechamos a Avenida Brasil para conseguir denunciar o caso através dos jornais. Fiz diversas reportagens, muitas denúncias chegaram. Averiguamos todas, muitas vezes com a ajuda da polícia. Cada denúncia que chegava me deixava na maior ansiedade. Não sei se as pessoas passavam trotes ou se confundiam. Nunca houve uma pista concreta. Suzana sumiu como se nunca tivesse existido. A última pessoa a vê-la foi uma vizinha. Esta adolescente disse que viu Suzana caminhando tranquilamente em direção ao bazar. O pior é que eu não faço idéia do que aconteceu. Não consigo nem imaginar. Tudo é tão inexplicável! Minha vida mudou inteira. Minha família nunca mais foi à mesma. Ficou um vazio. É a falta dela. Nós éramos felizes. Com a ausência da Suzana ficou faltando um pedaço da felicidade. Só Deus mesmo para me dar forças. Tenho esperanças... Tenho certeza que minha filha está viva. E fé absoluta que em breve, terei a grande vitória de encontrá-la. É muita violência esse ato de arrancar um filho da gente.

Joana D’Ark Souza de Sena, mãe de Suzana.

SUZANA SOUZA DE SENA (9 anos), a menina da foto, desapareceu em 23/05/93, em Bonsucesso (RJ).
Se você tem qualquer informação sobre o que aconteceu com ela, entre em contato com as Mães do Brasil: maesdobrasil@portalkids.org.br ou (22) 2651 7462
do link: http://blogdasmaesdobrasil.blogspot.com/2010/11/joana-sena-relembra-o-desaparecimento.html
 "Santo Anjo do Senhor!
Meu zeloso guardador
Se a ti me confiou
a Piedade Divina
Sempre nos rege, Nos guarde, Nos ilumine
Amém!
Deus Pai Misericordioso ajudai-nos nessa busca!
Abençoa essa menina para que possa voltar para sua família e acabar com esse sofrimento que eu sei que, de todos, é o maior que há no mundo.

2 comentários:

  1. Ah, amiga, é nessas horas que nos sentimos pequeno e se não houver verdadeiramente uma energia maior e verdadeira que nos ampare nada mais há. Ouvimos tantos relatos de milagres, esse será mais um. Confiemos e unimos as nossas forças nessa fé, por esta família. Que essa filha volte, que alguma pista concreta surja e que nesse Natal uma luz volte a iluminar esse lar. Um grande abraço. Parabéns pelo Blog, muito lindo! Ajudarei sempre no que me for possível.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo comentário e espero em Deus que esse Natal tenhamos a graça de encontrar pessoas cujas famílias estão em desespero.

    ResponderExcluir